/ PARTICIPANTES

Ana Bulhões

UNIRIO

Doutorado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997); pós-doutorado em Letras pela PUC-Rj, Brasil, (2009). Professora associada do Departamento de Teoria do Teatro, CLA (UNIRIO) e do Programa de Pós-graduação em Artes Cênica (PPGAC); líder do grupo de pesquisa do CNPq Dramaturgia e Cena, vinculada à Linha de Pesquisa: Poéticas da cena e do texto teatral. Pesquisa teatro contemporâneo, com publicações sobre teatro musical biográfico e temas relativos à autoficção e alterbiografia. Coordenadora da disciplina Literatura na formação do leitor, na Licenciatura em Pedagogia a distancia (CEDERJ-UNIRIO).

Ana Achcar

PPGAC-UNIRIO

Ana Achcar é atriz, diretora, pesquisadora de teatro e professora na graduação e pós-graduação do curso de Artes Cênicas da UNIRIO. Doutora em Teatro, é coordenadora do programa de palhaços de hospital Enfermaria do Riso, e dirige o Grupo de Estudos da Máscara (GEMAS) no Núcleo do Ator. Tem diversas publicações em revistas e livros especializados, nacionais e estrangeiros. Em 2019, atuou como atriz no espetáculo As Comadres, com supervisão artística de Ariane Mnouchkine. Atualmente está em pós doutoramento sob a supervisão de Béatrice Picon Vallin.

Béatrice Picon-Vallin

CNRS- Paris

Diretora de pesquisa emérita no CNRS, Paris. Teatróloga (tendo como temas de pesquisa: teatro russo, Meyerhold, história e teoria da encenação, jogo do ator, teatro e outras artes, hibridação, interculturalidades. Últimas obras publicadas: Les théâtres documentaires, Deuxième époque, 2019; Le Théâtre du Soleil. The fifty five first years, Routlege, 2020.

Carmem Romero

Fundación Teatro a Mil - Chili

Diretora Geral Fundação Teatro a Mil. Seu trabalho tem se concentrado em projetos orientados ao acesso, à criação, formação e circulação das artes cênicas no Chile e no mundo, sendo o Festival Santiago a Mil a iniciativa mais emblemática. Foi impulsionadora de redes culturais internacionais de colaboração, gestora de alianças público-privadas de destaque e promotora da incorporação do teatro na educação pública chilena.

Catherine Vilpoux

Editora de diversos filmes, documentários, ficções, conheceu Ariane Mnouchkine em 1996 durante a montagem de Au soleil même la nuit. Colaborou com ela como roteirista e editora nas adaptações para o cinema das peças Tambours sur la digue, Le Dernier caravansérail, Les Naufragés du Fol Espoir. Além disso, realizou o documentário Ariane Mnouchkine, l’aventure du Théâtre du Soleil.

Deolinda Vilhena

PPGAC - UFBA

Deolinda Vilhena é jornalista, produtora, pesquisadora e professora universitária. Mestre em Artes pela USP, Mestre (2002) e Doutora (2007) em Estudos Teatrais pela Université de la Sorbonne Nouvelle – Paris 3 com tese sobre o modelo de produção do Théâtre du Soleil. Realizou seus estudos pós-doutorais na Universidade de São Paulo (2008-2010) e na Université Paris Ouest Nanterre La Défense (2017). É professora permanente do PPGAC – Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia e professora do Departamento de Técnicas da Escola de Teatro da UFBA (desde 2011).

Eduardo Vaccari

FACULDADE CESGRANRIO/ FEBF-UERJ

É ator, diretor, pesquisador em Teatro e professor. Doutor em Artes Cênicas pelo PPGAC-UNIRIO com PDSE na Université de la Sorbonne-Nouvelle - Paris 3 sob orientação de Josette Féral. Atualmente é coordenador e professor do Bacharelado em Teatro da Faculdade Cesgranrio e professor adjunto de Artes da FEBF-UERJ. É coordenador, professor e diretor do Maschere - Ateliê de Pesquisa em Máscaras Teatrais.

Éric Darmon

É produtor, realizador e cameraman. Etnólogo de formação, criou em 1982, a sociedade de produção Mémoire Magnétique. Realizou conjuntamente com Ariane Mnouchkine o filme Au soleil même la nuit (Arte 1995), e trabalha com ela a fotografia dos filmes sobre as peças Tambours sur la digue (Arte 2003) e Le Dernier Caravansérail (Arte 2006). Produz e realiza diversos documentários e retratos de compositores e autores. É, ainda, Secretário geral do Comité du Film Ethnographique au Musée de l’Homme de Paris, e coorganisador do Festival International Jean Rouch Cinéma & Anthropologie. (38ª edição em 2020). Secretário geral do Espace Frans Krajcberg, Centre d’Art contemporain Art et Nature.

Gabriela Lírio Gurgel Monteiro

PPGAC-ECO/UFRJ

É fundadora e Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena (PPGAC) e do curso de Direção Teatral da UFRJ. É Coordenadora Geral da Pós-Graduação da Escola de Comunicação. Desenvolve atualmente a pesquisa Teatro e Tecnologia (CAPES) e Autobiografia na cena contemporânea. É graduada em Comunicação Social (1995), Mestre em Letras (1999), Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004) e Doutorado sanduíche - Université Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (2002). É membro pesquisador do projeto Labex ARTS-H2H La performance théâtrale au musée: une nouvelle médiation transculturelle, criado por Katia Legeret, na Université Paris 8 - Saint Denis.

Hélène Cinque

Théâtre du Soleil

É atriz e encenadora. Trabalha como atriz desde o ano de 1981 no Théâtre du Soleil, sob a direção de Ariane Mnouchkine, de 1981 a 1986,depois de 1992 até hoje. Criou sua companhia L’instant d’une résonance, acolhida em residência no Théâtre du Soleil durante muitos anos. A companhia se dissolve em abril de 2016. Trabalha também como encenadora com o Théâtre Aftaab de 2004 a 2016. Trabalha em parceria com a Cimade e monta durante quatro anos consecutivos ateliês em torno da aprendizagem da língua francesa com pessoas que solicitam asilo. Ela apresentará quatro espetáculos no Théâtre du Soleil. Dirige regularmente estágios de clowns de improvisações. Acompanha Ariane Mnouchkine e a trupe do Théâtre du Soleil para realizar estágios como parte das Escolas Nômades. (Chile, Pondichery, Mayotte).

Jean-François Dusigne

Université Paris 8 – Vincennes-Saint-Denis

É ator, diretor, autor e professor em Artes do Espetáculo na Universidade Paris 8. Em 1999, Ariane Mnouchkine lhe propôs assumir a direção artística da Associação de Pesquisa das Tradições do Ator (ARTA), localizada na Cartoucherie de Vincennes. Esta escola, visando regenerar, explorar, transmitir a arte do ator, tem por vocação a abertura internacional.

Julia Carrera

Aurora - Polo de Pesquisa Teatral

É doutoranda da UNIRIO, onde segue sua pesquisa com ênfase em Teatro, Audiovisual e Novas Mídias; é Mestre em Artes da Cena pela UFRJ (2017) e Bacharel em Comunicação Social também pela UFRJ (2003). Participou do estágio no Théâtre du Soleil, sob direção de Ariane Mnouchkine (2002) e atualmente é atriz, produtora e tradutora do espetáculo AS COMADRES (2019), marcando o primeiro projeto com direção de Mnouchkine fora do Théâtre du Soleil. Também realiza projetos artísticos e acadêmicos através da AURORA – Polo de Pesquisa Teatral.

Lucia Bensasson

ARTA

Entrou no Théâtre du Soleil em 1967, como atriz no espetáculo Le Songe d’une nuit d’éte (Sonho de uma Noite de Verão) de William Shakespeare, e permaneceu até o fim do ciclo Shakespeare, em 1984. Foi co-fundadora da ARTA (Associação de Pesquisa das Tradições do Ator) com Claire Duhamel, e continua sua direção com Jean-François Dusigne até 30 de junho de 2020, ao mesmo tempo em que exerce sua profissão de atriz.

Marcello Amalfi

Aurora - Polo de Pesquisa Teatral

Doutor em Artes pela Universidade de São Paulo, com estágio doutoral na Sorbonne Nouvelle Université Paris 8. É afiliado a várias instituições internacionais, como a ARTA (Ass. de Recherche des Traditions de lActeur, Paris, Fr.); CIRRAS (Center International de Réflexion et de Recherche sur les Arts duSpectacle, Paris, Fr.), APEB (Association of Brazilian Students and Researchers in France), and IFTR (International Federation for Theater Research, NY, USA). É também membro fundador da AURORA, - Pôle de recherche Théâtrale (port-aurora.com). É professor em cursos de pós-Graduação no Centro Universitário de Belas Artes de São Paulo, maestro e coordenador do projeto Pop Choir na Associação Cultura Inglesa do Estado de São Paulo. Desde 2011, estuda o trabalho de Jean-Jacques Lemêtre, tornando-se seu assistente e tradutor oficial no Brasil. Essa relação apoiou a pesquisa de Amalfi desde o mestrado sobre o trabalho do músico no Théâtre du Soleil, publicado como um livro intitulado A MACRO-HARMONIA DA MÚSICA DO TEATRO, o primeiro livro originalmente escrito em português sobre a companhia, que levou a um convite para uma palestra no Cirras (Paris) em 2016, e hoje está incluído na bibliografia oficial da trupe e também em seu site. Para mais informações: maestroamalfi.com. (agosto/2020)

Vanessa Teixeira de Oliveira

PPGAC-UNIRIO

É professora associada do Departamento de Teoria do Teatro e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. É autora do livro Eisenstein Ultrateatral: movimento expressivo e montagem de atrações na teoria do espetáculo de Serguei Eisenstein (Editora Perspectiva, 2008). É pesquisadora associada do LABATOR - Laboratório de Processos do Ator e da Cena (UFRJ) e faz parte da grupo Os Cênicos Cia. de Teatro desde 2013.